Ação conjunta contribui para devolver condições mínimas a vítimas de temporal

Uma grande força-tarefa que envolve setores da Prefeitura de Congonhas, voluntários e empresas atua para reestabelecer a normalidade, na medida do possível, nos bairros Barnabé, Pires, Mineirinha, Campos Altos e Campo das Flores. Na última quinta-feira, 26, uma chuva de granizo, com pedras que chegaram ao tamanho de uma bola de tênis, atingiu aquela região da cidade, destelhando muitas casas, danificando o mobiliário das residências, arrasando plantações e até matando animais de pequeno porte, como galinha e pato. Foram danificadas cerca de 100 residências, atingindo aproximadamente 400 pessoas, mas nenhuma delas ficou gravemente ferida.

Maioria das casas do Barnabé perdeu todas as telhas

A vistoria da Defesa Civil Municipal começou ainda na quinta-feira à noite, quando foi oferecido abrigo para os moradores, que preferiram se acomodarem nas casas de amigos e parentes. Somente uma casa do Barnabé foi interditada. Na sexta-feira, o prefeito Zelinho declarou situação de emergência naquelas comunidades por meio do decreto Nº 6.586, o que está permitindo à Administração Municipal adquirir bens, prestar serviços e realizar obras para ajudar as famílias atingidas em um prazo de 180 dias, sem necessidade de licitação e sem prejuízo das restrições de Responsabilidade Fiscal.

Entre a tarde e a noite deste domingo, a Prefeitura iniciou a distribuição de telhas de fibrocimento, adquiridas de forma rápida graças à agilidade das secretarias de Planejamento, Gestão Urbana, Obras e apoio de outras. A comunidade do Barnabé, primeiro bairro que recebeu o material, formou um mutirão para ajudar no trabalho. Nesta segunda, a entrega foi retomada pela manhã naquele bairro, com sequência programada para a Mineirinha, Campos Altos, Campo das Flores e Pires. No domingo chegaram 1080 telhas a Congonhas. Uma outra remessa de 920 telhas é aguardada nesta segunda pela Prefeitura. A Defesa Civil havia distribuído lonas próprias para cobertura nos dias anteriores.

O Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba (CODAP), presidido pelo prefeito Zelinho, cedeu, ainda na sexta-feira, 252 telhas e disponibiliza ainda colchões e cobertores para as vítimas da chuva de granizo da última quinta-feira.

Entrega das telhas adquiridas pela Prefeitura às vítimas começou pelo Barnabé.

Márcia Aparecida, do Barnabé, que mora em uma casa muito humilde, acha que perdeu até o televisor velho. Mesmo assim ficou feliz com a chegada das novas telhas. “Agradeço muito a Deus por ter recebido essas telhas e a Prefeitura, principalmente a Defesa Civil, porque a chuva aqui foi feia, foram 20 minutos de chuva para acabar com boa parte do que a gente tinha. A maioria das pessoas perdeu muita coisa. Aqui temos um movimento voluntário e vamos instalar as telhas, um ajudando o outro”, disse entusiasmada.

Jéssica, também do Barnabé, mora com a sogra, o marido e o filho e lembra que no dia da chuva só a sogra não estava em casa. “Escondemos no guarda-roupa, que foi o lugar possível. Passei esses dias nas casas das minhas cunhadas, porque não dá pra dormir no tempo. Perdemos todas as telhas e estamos recebendo outras da Prefeitura. Recebemos doações de conhecidos, refeição [da Sedas]. O Barnabé é praticamente todos da mesma família, é um pelo outros, e vamos nos ajudando em mutirão”, conta.

Segundo o secretário de Gestão Urbana, Sandro Cordeiro, a previsão é de que, pelo menos, 90% das casas atingidas pelo temporal da última quinta recebam novas telhas ainda nesta segunda-feira. O secretário aproveita para destacar o empenho de todas as pessoas envolvidas nesta ação humanitária. “Nossa equipe da Prefeitura está se dedicando muito a esta tarefa, o que têm feito também a presidente da Associação dos Moradores do Bairro Pires, Juliana Lisboa Prestes, que é grande parceira do Município e está ajudando a socorrer as comunidades, principalmente do Pires e do Barnabé, e as empresas e seus funcionários que contribuem bastante nessa hora, como os moradores dos bairros atingidos”, diz.

Assistente social e psicóloga da SEDAS prestam auxílio às vítimas.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social (SEDAS) oferece refeição às famílias que ficaram sem condições de cozinhar. Assistentes sociais e psicólogas estão visitando as vítimas para levantar outras necessidades. A SEDAS está também arrecadando donativos como colchões, travesseiros, roupas de cama, alimentos e água mineral. Estes podem ser encaminhadas para o CRAS do Pires (à rua Cruzul, 112), das 8h às 18h – telefone (31) 3733-5179 – ou para a SEDAS (à rua Benedito Quintino, 191, Centro) – telefones: (31) 3731-3305, 3731-1621 e 3731-5179. A Prefeitura possui uma caminhonete para buscar as doações na casa do doador.

Prefeito Zelinho participando de vistoria de casas no Campos Altos.

O prefeito Zelinho acompanhou a Defesa Civil na vistoria do domingo e viu de perto a realidade daquelas pessoas. “É com tristeza que vimos essas casas neste estado, com moradores perdendo tudo. Mas estamos agindo rápido. Agradeço o empenho dos servidores da Prefeitura e voluntários e a quem acolheu as vítimas. A Prefeitura está fazendo o que pode neste momento. Contamos também com a solidariedade das pessoas para doarem colchões, móveis e alimentos neste momento difícil de nossos irmãos”, diz.

O chefe do executivo municipal aproveitou as entrevistas concedidas pela manhã às rádios Congonhas (1020 Khz) e Educativa FM (97.5 Mhz) para pedir compreensão a quem está em situação menos crítica.  O objetivo é favorecer quem mais precisa receber o atendimento. Essencial também, segundo ele, é conduzir este processo conforme determina a lei. “Estas telhas estão sendo entregues de acordo com a vistoria feita pela Defesa Civil e esta entrega está sujeita à fiscalização, já que foram adquiridas com dinheiro público. A prioridade são residências e principalmente sala, quarto, cozinha e banheiro que não é de laje. Atendemos as pessoas carentes, até porque outros bairros da cidade foram atingidos em um outro temporal recente. Sítiantes e fazendeiros que possuem condições de adquirir telhas precisam entender a situação. Infelizmente observamos que ainda há pessoas destes bairros que vivem em situação muito difícil, é de cortar o coração e precisamos ajuda-las”, completou.

Residência do Barnabé após a chuva de granizo.

 

A mesma residência após receber as novas telhas.

 

 

 

 

 

 

 

Os moradores de ruas onde ainda falta energia elétrica devem ligar para Diretoria de Concessões Urbanas telo telefone 3732-1849.