Professor Vieira é condecorado no Fórum de Congonhas pelos serviços prestados à Justiça e a cidade

Em Sessão Solene de Agraciamento com a Medalha Desembargador Hélio Costa, a Juíza de Direito e Diretora do Foro da Comarca de Congonhas, Dra. Flávia Generoso de Mattos, condecorou o Dr. e Professor Antônio Vicente Vieira no início desta noite de segunda-feira, 4. A honraria é concedida, a cada dois anos, pelos Fóruns a pessoas que prestam ou prestaram relevantes serviços ao Poder Judiciário local. A indicação partiu da Juíza e foi aceita pela comissão formada para a escolha do agraciado, composta por ela, pelo prefeito Zelinho, o promotor de Justiça, Dr. Vinícius Alcântara Galvão (Ministério Público Estadual), Dr. Frederico Melgaço R. de Oliveira (OAB/MG) e pelo presidente da Câmara Municipal, Advar G. Barbosa.

A Dra. Flávia afirmou: “Ele (Professor Antônio Vieira) veio aqui a esta cidade profetizar o que seria justiça, o que seria ajudar ao próximo, ao necessitado e se tornar o ‘pai dos menores’”. O prefeito Zelinho citou detalhes da chegada do Sr. Vieira, pai do agraciado, a Congonhas com a família e os períodos de maior convivência com o Professor. “O Vieira foi meu professor de História. Depois ele, o Nilo Sérgio e o Jaime se formaram em Direito comigo. Em seguida, nós dois fomos vereadores, realizando um grande trabalho e impedimos que fossem retirados de Congonhas, pelo Governo Federal, durante o Regime Militar, 750 alqueires que seriam anexados a Ouro Branco para que a Açominas ficasse somente em um município. Ético, correto, amigos de seus familiares, católico que continuou o trabalho vicentino de seu pai. Tenho muito orgulho de ser seu amigo, Vieira”, declarou o prefeito.

Zelinho também entregou ao homenageado da noite uma escultura feita em pedra sabão que estampa a deusa da justiça, assinada pelo artista local e servidor do Fórum, Braz Palmieri.

Professor Antônio Vieira foi o último a discursar: “Ao receber esta medalha que leva o nome do ilustre desembargador Hélio Costa, começo por homenageá-lo, pelo exemplo que nos legou de homem íntegro, trabalhador, justo, culto e humano. É uma imensurável alegria fazer parte do conjunto de outorgados com esta medalha e partilhar de um vínculo cultural de tal quilate. Agradeço a Deus que ilumina o meu caminho. Agradeço à minha família: minha esposa, Ivone, importante pilar na minha vida, e meus filhos, Fabrício, Fernanda e Andreia, fonte inesgotável de alegria e orgulho. Agradeço aos amigos que compõem a comissão de outorga por esta honraria, na pessoa da ilustre Juíza Flávia Generoso de Mattos, companheira de luta, principalmente quando se trata dos nossos menores. É uma alegria poder participar dessas audiências procurando encontrar um caminho e uma orientação mais segura para eles. Agradeço ao Dr. Frederico Melgaço, presidente de nossa 73ª Subsessão da OAB/MG – esta tem uma tradição de luta em favor dos direitos, das garantias e dos interesses individuas e coletivos; ao Dr. Vinícius Galvão, parceiro de Congonhas, em busca da defesa dos interesses da população; ao prefeito Zelinho, outro exemplo de caráter e conduta profissional e pessoal, orgulho para todos nós, eu sempre digo que tenho o prazer de ter compartilhado do início da sua carreira política que se consolida cada vez mais; não posso deixar de mencionar e agradecer aos não menos ilustres Dr. Geraldo Antônio de Freitas, Juiz de Direito da 1ª Vara do Trabalho, e a promotora de justiça, Dra. Vânia”.

Também prestigiaram a Sessão Solene o vice-prefeito Arnaldo Osório, os vereadores Cida Penido, Nilton da Cruz Ramalho, Pastor Evandro Alves de Almeida e Patrícia Monteiro,   secretários e outros assessores municipais, servidores do Fórum, o Tenente Felipe Wagner Resende, representando o Comando da 9ª Cia Ind. PM de Congonhas, advogados de Congonhas e Conselheiro Lafaiete e demais convidados.

 

Currículo do Professor Antônio Vicente Vieira

– Graduado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Lavras;

– Graduado em Pedagogia pela Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras;

– Graduado em Direito pela Faculdade de Direito de Conselheiro Lafaiete;

– Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidad Del Museu Social Argentino, de Buenos Aires;

– Professor convidado pela UMSA, de Buenos Aires, para ministrar Seminário de Direito Público no Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais em Buenos Aires;

– Membro do Tribunal Internacional de Conciliação e Arbitragem do Mercosul;

– Experiência na área de Direito atuando principalmente no Direito Civil e Direito Penal;

– Advogado criminalista, membro da Associação Brasileira de Advogados Criminalistas;

– Membro da Associação de Ciências, Letras e Artes de Congonhas (ACLAC);

– Cidadão honorário de Congonhas e Conselheiro Lafaiete;

– Especialização em Direito Processual Civil, em Direito Público, em Metodologia e Didática do Ensino – Faculdades Integradas Claretianas.

– Ex-vereador, assessor de presidentes da Câmara Municipal, diversos artigos publicados, diversas palestras ministradas em Faculdades de Direito, professor da UNIPAC em Barbacena, recebeu a Comenda Antônio Francisco Lisboa.

 

Desembargador Hélio Costa

Ex-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, ingressou na magistratura em 1940 e em 1964 foi promovido a Desembargador. Ele também foi corregedor-geral de Justiça e ocupou uma série de outros cargos de destaque.

O desembargador exerceu também o magistério na Pontifícia Universidade Católica e na UFMG. Aposentou-se em 1984 e exercia, atualmente, a Superintendência da Memória do Judiciário Mineiro. Faleceu em 15 de dezembro de 2011.