SAMU da Região Macro Centro-Sul elege novo presidente e faz balanço dos 6 anos de atividades

Após dois mandatos seguidos e quatro alternados à frente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência Centro-Sul (CISRU) de Minas Gerais, responsável pelo gerenciamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) nos 51 municípios que compõem as microrregiões de Barbacena, São João Del Rei e Conselheiro Lafaiete, o prefeito Zelinho deixará o cargo no próximo dia 17 deste mês. Nessa terça-feira, 8, ocorreu, no Complexo Regulador do CISRU, em Barbacena, a eleição dos conselhos Diretor e Fiscal para o mandato deste ano, que definiu por aclamação o nome do prefeito de São Tiago, Denilson Silva Reis, como novo presidente.

Prefeitos elegem por aclamação novo presidente do CISRU.

O Samu 192 presta atendimento à população em casos de urgência e emergência, reduzindo o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce. O serviço funciona 24 horas por dia com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores socorristas que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população. Existem 18 bases descentralizadas em toda a Região Macro Centro-Sul do Estado.

O prefeito Zelinho deixa o cargo com o sentimento de dever cumprido. “Foi um prazer ter sido presidente do CISRU por dois anos e, após um intervalo de tempo, por mais dois anos. Já fui presidente da AMIG [Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais], sou secretário da AMM [Associação Mineira de Municípios], presido o CODAP [Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba], todas estas instituições cumprem bem o seu papel, mas o CISRU é diferenciado, primeiro porque a Ormesinda controla tudo com mão de ferro, não tivemos questionamentos do Ministério Público, nem mesmo quando realizamos concursos públicos, e nem do Ministério do Trabalho. Todas as 51 cidades estão em dia com o consórcio, e é o que tem equilibrado as finanças, dado o atraso de repasse do Governo do Estado. O SAMU Regional veio para ficar e salvar vidas. Ele se destaca em Minas como modelo a ser seguido. Agradeço muito à secretária executiva, Ormesinda, e a toda a equipe por esses anos que trabalhamos juntos, mas seguiremos unidos neste belo trabalho. Desejo sucesso à nova gestão. Já conhecemos o Denilson, que é um prefeito muito dinâmico, demonstrando sua garra lá na AMM e aqui mesmo no CISRU”, comenta Zelinho.

Denilson Silva Reis, novo presidente (à esquerda), Ormesinda M. Barbosa, secretária executiva (ao centro), e Zelinho, que deixa a presidência (à direita).

O novo presidente e prefeito de São Tiago, Denilson Silva Reis, lembra que foi procurado pelo prefeito Zelinho, que se mostrava preocupado com possíveis prejuízos do SAMU pela falta de experiência do novo Governo do Estado, que precisará de um tempo para conhecer como funciona a máquina pública. “Então o Zelinho nos apertou dizendo que precisávamos ter um presidente do CISRU com alguma experiência na área da saúde. Tanto eu quanto ele fomos secretários de Saúde em nossos municípios. Agradeço ao meu amigo e antecessor, pelo amor à causa da saúde pública e por tamanha dedicação ao nosso SAMU da Macrorregião Centro-Sul. Ele é um grande exemplo para todos nós, que Deus o abençoe sempre. Agradeço também aos demais prefeitos pela confiança. Antes de aceitar a candidatura, consultei a Ormesinda, para saber se ela poderia seguir como secretaria executiva do consórcio. Como a resposta foi positiva e a assembleia de prefeitos aprovou nossos nomes, seguiremos firmes neste caminho de conquistas. Ela foi convidada para assumir a Rede de Urgência do Estado e, em função do trabalho exitoso que desenvolvemos aqui e que precisará ainda muito de nossos esforços, agradeceu o convite e preferiu permanecer com nossas 51 cidades. O grupo técnico e de prefeitos está unido para seguir buscando as metas que tornaram este um consórcio de ponta no Brasil. O CISRU começou a ser constituído em 2010. O que víamos naquela época era um atendimento precário a vítimas de acidente, feito muitas vezes por motoristas que passavam pelo local do acidente, por exemplo. Mudamos esta história muito rapidamente na nossa macrorregião. Estamos empolgados com esta instituição que cresce a cada ano. Mas temos um entrave que são as dificuldades vividas pelas prefeituras com a falta de repasses por parte do Estado. Então decidimos com os demais prefeitos que temos de levar um pleito ao novo secretário de Estado de Saúde, para que priorize a rede de urgência”, contextualizou Denilson.

O CISRU  Centro-Sul iniciou as atividades do SAMU efetivamente há 6 anos, tendo sido a segunda rede a ser implementada no Estado. As dificuldades foram imensas, mas as conquistas também, como assegura a secretária executiva Ormesinda M. Barbosa. “Vencemos primeiro o desafio do nosso Departamento de Recursos Humanos, porque houve dificuldade para contratar o corpo clínico, principalmente médicos. Traçar o fluxo foi outra barreira que tivemos de superar, porque não adianta garantirmos a chegada da ambulância até onde está o paciente, se o atendimento no hospital de destino não for adequado. Este fluxo foi traçado a várias mãos: dos gestores da macrorregião, do corpo clínico dos hospitais e as do Estado. Temos hoje cada fluxo desenhado, sendo um para cada microrregião, cada uma com suas especificidades. Não conseguimos vencer ainda a falta de leitos de UTI, apesar da nova Portaria publicada pelo Ministério da Saúde. Esperamos que a construção dos dez leitos no Hospital Bom Jesus, pela Prefeitura de Congonhas, o aumento da oferta deles no Hospital Ibiapaba, de Barbacena, e no Hospital de Nossa Senhora das Mercês venha amenizar este déficit . Mas o maior desafio é o financeiro, que ainda perdura, pela inadimplência do Estado para conosco. Isso não permitiu que déssemos posse dos aprovados no último Concurso Público. O certo é que, apesar das adversidades, avançamos muito e nenhum dos 51 municípios consorciados não vive mais sem o SAMU 192”, diz a secretária executiva que completa: “Essa nossa caminhada pode ser resumida pela palavra gratidão, que remeto ao grande parceiro do SAMU, que é o Zelinho, prefeito que nos deu muita atenção e apoio. Ter um representante assim do consórcio teve um peso muito grande para que as portas se abrissem para o consórcio, dado o seu crédito junto às demais instituições públicas”.

 

Conselho Diretor – Ano 2019

PRESIDENTE- Denilson Silva Reis-  Prefeito de São Tiago

1º VICE-PRESIDENTE – José Antônio do Nascimento-  Prefeito de Tiradentes

2º  VICE-PRESIDENTE– Fábio Vasconcelos-  Prefeito de Jeceaba

1º SECRETÁRIO – José de Freitas Cordeiro –  Prefeito de Congonhas

2º SECRETÁRIO– Sinara Rafaela Campos –  Prefeita de Santa Cruz de Minas

CONSELHEIROS

José Heitor Guimaraes de Carvalho-  Prefeito de Nazareno

José Walter Resende Aguiar-  Prefeito de Entre Rios de Minas

Hélio Márcio Campos-  Prefeito de Ouro Branco

Wilson Teixeira Gonçalves Filho-  Prefeito de Alto Rio Doce

Aurélio Suenes de Resende-  Prefeito de Resende Costa

  

Conselho Fiscal – Ano 2019

PRESIDENTE- Reinaldo Aparecido Fonseca-  Prefeito de Barroso

VICE-PRESIDENTE- Elias Ribeiro de Souza-  Prefeito de São Brás do Suaçuí

SECRETÁRIO GERAL- Manoel da Silva Ribeiro-  Prefeito de Ressaquinha

CONSELHEIROS

Lúcio Marcos da Silveira-  Prefeito de Rio Espera

Raimundo Nonato Marques-  Prefeito de Antônio Carlos

Fúvio Olímpio de Oliveira Pinto-  Prefeito de Coronel Xavier Chaves

Jacinto Alair de Paula-  Prefeito de São Vicente de Minas

José Vicente Barbosa-  Prefeito Alfredo Vasconcelos