DESTAQUE EM CONGONHAS

Duas novas marcas oficiais de Congonhas também são legado de Aleijadinho

Por Secom - 17 de dezembro de 2020

Congonhas acaba de ganhar dois novos símbolos oficiais. A Câmara Municipal aprovou o uso facultativo das marcas “Congonhas” (Lei 3.963) e “Imagem de Minas” (Lei 3.964) pela Administração Municipal, o que pode se estender à iniciativa privada. Todo o processo de instituição da primeira marca como símbolo permanente do município e de renovação do direito de uso da segunda junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), concluído em 2019, foi conduzido pela Diretoria de Projetos e Captação de Recursos da Secretaria de Planejamento da Prefeitura. Também são símbolos municipais a Bandeira, o Hino, o Selo e do Brasão das Armas.

A marca “Congonhas” foi criada pelo designer Luis Sardá, contratado pela Secretaria de Comunicação e Eventos da Prefeitura, a partir da caligrafia de Aleijadinho e das cores presentes no conjunto histórico e na paisagem natural do Município. A logomarca pode ser utilizada em documentos oficiais, material gráfico, campanhas de divulgação, uniformes, veículos, mobiliário urbano e souvenirs.

Já a marca “Imagem de Minas” surgiu, em 2004, em um concurso promovido pela Rede Globo Minas entre seus telespectadores, que apontou a fachada da Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e os 12 Profetas de Aleijadinho em pedra sabão situados em seu adro como a vencedora. Então ela passou a ser utilizada pelo Governo Gualter Monteiro. Já no Governo Anderson Cabido, o INPI concedeu a propriedade da imagem e da expressão ao município. Agora, novamente, a Administração Municipal retoma o direito de uso da expressão e da imagem para produção de peças publicitárias e uso em documentos oficiais.

As demais entidades e empresas privadas do município que desejarem utilizar este dois novos símbolos devem obter autorização mediante requerimento dirigido à Prefeitura.