Prefeitura e parceiros ajudam empreendedores durante pandemia

Empreendedores de Congonhas terão acesso a alternativas para enfrentar os problemas provocados pela pandemia do coronavírus. Nesta quinta-feira, 21, o público será orientado sobre financiamento de capital de giro e outras linhas de crédito e serviços, por meio de uma parceria entre a Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Planejamento, Fazenda e Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia, Associação Comercial de Congonhas, Sindicomércio, Caixa Econômica Federal e Sebrae.

A ação será realizada no QG da Inovação (Rua do Rosário, 220, bairro Rosário), das 13h às 17h. Funcionários da Caixa estarão disponíveis para orientar os interessados, seguindo todas as normas de segurança. O atendimento também poderá ser agendado pelo telefone 3731-2250.

Linha especial de crédito

Entre os serviços disponibilizados, está o de financiamento de capital de giro, fruto de uma parceria entre a Caixa e o Sebrae que busca facilitar o acesso de empreendedores ao recurso. Trata-se de uma linha especial de R$ 7,5 bilhões disponibilizada pelo banco e garantida pelo Sebrae, por meio do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (FAMPE).

A linha especial conta com taxas e prazos diferenciados para facilitar a manutenção do negócio. Ela está disponível para empreendimentos dos setores de indústria, comércio e serviços dos seguintes portes: Microempreendedores Individuais (MEI); Microempresas (ME); e Empresas de Pequeno Porte (EPP).

O CNPJ deve ter, pelo menos, 12 meses de faturamento. Também não pode haver nenhuma restrição de CPF e de CNPJ, sendo que eles estão condicionados à avaliação de risco pela Caixa.

Financiamento da folha de pagamento

A Caixa também aderiu ao Programa Emergencial de Suporte a Empregos, divulgado pelo Governo Federal e operado pelo BNDES, com o objetivo de financiar a folha de pagamento de empresas com faturamento anual superior a R$ 360 mil até R$ 10 milhões, por CNPJ.

A linha de crédito decorrente deste programa permitirá aos empresários obter recursos para o custeio de folha de pagamento, auxiliando na manutenção dos negócios e preservando postos de trabalho no segmento que mais gera empregos no país.